Tempo de Deus, Tempo do Homem – parte 1

Como entender o tempo no livro de Gênesis? Qual a idade da Terra?

Primeiro devemos entender que os 7 dias da criação não são dias de 24 horas e sim eras (períodos de tempo longo e indeterminado). Fica muito mais fácil conciliar a visão científica da formação do Universo se você superar esta interpretação literal da bíblia. Há várias motivos para pensar assim. Primeiramente temos que pensar que a noção de dia pressupõe  o tempo que a Terra demora para dar uma volta. No tempos do velho testamento a referência para este movimento era o nascer e o por do Sol. Ora se formos literais o Sol só surge lá pelo quarto dia da criação. Logo os termos tarde e manhã que aparecem ao final de cada dia são apenas simbólicos. Temos textos bíblicos que também devem ser levados em conta quando pensamos em tempo de Deus e tempo do Homem.

Salmos 90:4 Porque mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou, e como uma vigília da noite.

Eclesiastes 3:11 Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a ideia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim.

Afinal de contas a maior diferença entre nós homens e nosso Criador é exatamente o tempo. Deus é eterno, nós somos temporais. Ser infinito não é o mesmo que ser eterno. Infinito é sem final. Eterno é mais que isso: é sem início nem fim. O que é eterno está “fora” e “acima” do tempo. Só Deus é eterno. Ao criar o Universo Deus criou também o tempo. Quem controla o tempo tem todo o poder. Ele não depende de tempo para agir. Por outro lado nós estamos no tempo e ele nos determina e nos limita.

Ao pesquisar sobre o assunto para comentar aqui no site da igreja fiquei surpreso ao ver outros sites de evangélicos que argumentam que a ideia de uma Terra Antiga é anti-científica e que existem evindências naturais que sustentam a ideia de uma Terra de 6000 anos (seguindo as genealogias humanas encontradas na Bíblia).

A ciência moderna tem vários elementos a favor de um Terra Antiga muito mais velha que alguns milhares de anos. Existe as evidencias geocronológicas baseadas na datação radioquímica das rochas que indicam idades de milhões de anos. Alguns textos que li mencionam-se criticas de cientistas aos métodos radiométricos: para mim isso é uma surpresa, nunca ouvi falar disso. Ainda vou pesquisar mais sobre o tema e trago informação  o mais confiável possível para os colegas e irmãos leitores.

Mas para não sair muito da minha área: a astronomia tem provas inquestionáveis de que o Universo é muito, mas muito mais velho do que 6000 anos.

A luz não se move instantaneamente. Sua velocidade é de aproximadamente 300000 km/s.  A esta velocidade a luz que sai do Sol demora uns oito minutos. A luz do planeta mais distante do Sistema Solar (Netun0) demora horas para chegar até aqui. A estrela mais próxima de nós chama-se Próxima Centauri e sua luz demora um pouco mais de quatro anos para nos atingir. Se o Universo tivesse somente 6000 anos veríamos muito menos estrelas no céu e nenhuma galáxia.  A maior parte das estrelas estão muito mais longe que isso. Podemos ver através de telescópios galaxias inteiras com milhões de estrelas. Ao medirmos suas distâncias obtemos valores da ordem de bilhões de anos. Logo essa é apenas mais uma evidencia natural que o Universo que nos cerca é muito velho.

distanciatempom31abtpmoon

A foto da direita temos ao fundo a galáxia de Andromeda que está a mais de 2.6 milhões de anos-luz de nós enquanto a imagem da nossa Lua se superpõe. A Lua está a miseros 1.2 segundos luz.

Creio que muita polêmica existe apenas por haver uma visão muito restrita do texto bíblico e pouco conhecimento das teorias científicas.

Para saber mais ler http://pt.wikipedia.org/wiki/Geocronologia

ver post anterior

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Tempo de Deus, Tempo do Homem – parte 1

  1. naelton disse:

    Uma notícia relevante para o assunto foi publicada em 14/01/13 no Jornal O GLOBO:
    “Astrônomos calculam idade da estrela mais antiga já encontrada
    Identificada como HD 140283, astro tem cerca de 13,2 bilhões de anos e está a ‘apenas’ 186 anos-luz da Terra”

    Pra ler o artigo clique aqui

  2. Miyaza disse:

    Obrigado pelas informações, agora vejo uma luz no fim do túnel, no meio de tanta ignorância religiosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>